Posted in Destaque, Notícias
19 de Março de 2021

Declaração na sequência da reapreciação pela Agência Europeia de Medicamentos da vacina da AstraZeneca contra a COVID-19

«A segurança e a confiança nas vacinas são fundamentais para as campanhas de vacinação.»
Consulte a declaração completa de Stella Kyriakides, comissária da Saúde e Segurança dos Alimentos, no corpo da notícia.

Após a reapreciação, realizada pelo Comité de Segurança da Agência Europeia de Medicamentos, da vacina da AstraZeneca contra a COVID-19, na reunião extraordinária de 18 de março de 2021, Stella Kyriakides, comissária da Saúde e Segurança dos Alimentos, fez a seguinte declaração: «A segurança e a confiança nas vacinas são fundamentais para as campanhas de vacinação. A prioridade da Comissão sempre foi a segurança e a eficácia de qualquer vacina contra a COVID-19 autorizada para utilização na UE. É por esta razão que garantimos que todas as vacinas, antes de serem administradas, passam por um controlo rigoroso e independente da segurança pela Agência Europeia de Medicamentos. Isto, para nós, nunca foi negociável. A autorização condicional de introdução no mercado da UE exige também um sistema sólido de farmacovigilância, a fim de garantir a deteção de qualquer problema relacionado com o medicamento, por raro que seja. Como a Agência Europeia de Medicamentos declarou claramente, os benefícios da vacina na luta contra a COVID-19 continuam a ser superiores aos riscos de efeitos secundários. Trata-se de uma vacina eficaz e segura que contribui grandemente para os esforços destinados a fazer face ao impacto da COVID-19 e aos graves riscos para a saúde decorrentes de uma infeção. A vacinação é um dos nossos meios mais poderosos para pôr termo à pandemia e temos de prosseguir todos os nossos esforços para garantir que a implantação está a avançar o mais rapidamente possível, assegurando simultaneamente que o rigoroso controlo da segurança prossiga no âmbito do processo de farmacovigilância da UE