Posted in Destaque, Notícias
5 de Junho de 2020

300 milhões de euros para a GAVI no período de 2021-2025

A Comissão Europeia anuncia que se compromete a disponibilizar 300 milhões de euros para o período de 2021-2025 à GAVI, a Aliança da Vacina – parceria público-privada mundial sem fins lucrativos sediada em Genebra. Esse montante ajudará a imunizar 300 milhões de crianças em todo o mundo e a financiar a constituição de reservas de vacinas para evitar surtos de doenças infecciosas.

A cimeira mundial sobre as vacinas, organizada pela GAVI, constituiu um marco importante no reforço dos sistemas de saúde e das capacidades de imunização dos países mais vulneráveis do mundo, um aspeto fundamental para a realização dos objetivos da iniciativa mundial de resposta ao coronavírus.

Durante a conferência mundial de doadores para a resposta mundial ao coronavírus organizada com a participação da Comissão Europeia em 4 de maio, fora prometidos mais de 1 500 milhões de euros à GAVI, incluindo 488 milhões de euros para a distribuição, logo que esteja disponível, de uma vacina contra o coronavírus.

O novo compromisso da Comissão no sentido da disponibilização de 300 milhões de euros representa mais do que a sua contribuição total até à data para a GAVI.

O financiamento ajudará a:

  • Vacinar 300 milhões de crianças e salvar até 8 milhões de vidas;
  • Assegurar a transição bem sucedida de alguns países para uma situação de autofinanciamento;
  • Alavancar fundos equivalentes a 3 600 milhões de dólares dos Estados Unidos no contexto de programas nacionais de vacinação cofinanciados e autofinanciados;
  • Disponibilizar mais de 3 200 milhões de doses de vacinas que permitirão salvar vidas em 55 países;
  • Facilitar, através da vacinação, a criação de mais de 1 400 milhões de pontos de contacto que permitirão o acesso das famílias aos serviços de saúde;
  • Proteger o mundo contra o ressurgimento da poliomielite, através de programas de vacinação com o vírus inativado, em colaboração com a iniciativa mundial para a erradicação desta doença;
  • Financiar reservas de vacinas para utilização em situações de emergência, de modo a pôr termo aos surtos perigosos.

O compromisso assumido parte do pressuposto de que o novo quadro financeiro plurianual da UE e, em particular, o Instrumento de Vizinhança, Desenvolvimento e Cooperação Internacional (NDICI), de onde serão provenientes os fundos prometidos para a GAVI, serão adotados em termos gerais na forma em que foram propostos pela Comissão Europeia.

Em 2 de junho, a Comissão propôs um aumento do financiamento do NDICI no período de 2021-2027 para 86 000 milhões de euros a preços de 2018 (96 400 milhões de euros a preços correntes), incluindo 10 500 milhões de euros da nova iniciativa «Next Generation EU».

Ligações úteis: