Posted in Destaque, Notícias
19 de Outubro de 2021

Discurso da presidente Ursula von der Leyen na sessão plenária do Parlamento Europeu sobre a crise do Estado de direito na Polónia e o primado do direito da UE

«Há quase 40 anos, em dezembro de 1981, o regime comunista na Polónia impôs a lei marcial. Muitos membros do Solidarność, o sindicato independente, e de outros grupos foram detidos. Simplesmente porque defendiam os seus direitos. O povo polaco desejava a democracia, como milhões de outros europeus, de Budapeste a Taline, a Berlim Oriental. Desejavam a liberdade de escolher o seu Governo. Pretendiam a liberdade de expressão e a liberdade dos meios de comunicação social. Queriam pôr termo à corrupção. E queriam que tribunais independentes protegessem os seus direitos. Os povos da Europa Central e Oriental queriam juntar-se à família europeia de povos livres, uma comunidade forte de valores e democracia. Porque isso é a Europa e o que ela representa.»

«Faz fé o texto proferido»

«Caro vice-presidente Silva Pereira,

Caro primeiro-ministro Morawiecki,

Caro ministro Logar,

Senhoras e Senhores Deputados,

Há quase 40 anos, em dezembro de 1981, o regime comunista na Polónia impôs a lei marcial. Muitos membros do Solidarność, o sindicato independente, e de outros grupos foram detidos. Simplesmente porque defendiam os seus direitos. O povo polaco desejava a democracia, como milhões de outros europeus, de Budapeste a Taline, a Berlim Oriental. Desejavam a liberdade de escolher o seu Governo. Pretendiam a liberdade de expressão e a liberdade dos meios de comunicação social. Queriam pôr termo à corrupção. E queriam que tribunais independentes protegessem os seus direitos. Os povos da Europa Central e Oriental queriam juntar-se à família europeia de povos livres, uma comunidade forte de valores e democracia. Porque isso é a Europa e o que ela representa.»

O discurso completo está disponível em inglêsfrancêsalemão e polaco.