Posted in Destaque, Notícias
7 de Dezembro de 2021

Comissão saúda acordo político sobre Ano Europeu da Juventude

A Comissão congratula-se com o acordo político alcançado ontem pelo Parlamento Europeu e pelo Conselho para tornar 2022 o Ano Europeu da Juventude.

Na sequência do anúncio da presidente Ursula von der Leyen no seu discurso de 2021 sobre o estado da União, em que afirma que 2022 deve ser um ano dedicado a valorizar os jovens que se dedicaram tanto a outros, a Comissão apresentou, em outubro, a sua proposta formal aos colegisladores para proclamar 2022 como o Ano Europeu da Juventude. A Comissão coordenará, ao longo de 2022, uma série de atividades em estreita colaboração com o Parlamento Europeu, os Estados-Membros, as autoridades regionais e locais, as organizações de juventude e os próprios jovens. O apoio orçamental a estas atividades ascenderá a 8 milhões de euros, provenientes do Erasmus+, do Corpo Europeu de Solidariedade e do orçamento da UE. Os jovens europeus beneficiarão de muitas oportunidades para adquirir conhecimentos, aptidões e competências para o seu desenvolvimento profissional e para reforçar a sua participação cívica para moldar o futuro da Europa. Para que o Ano Europeu da Juventude seja um êxito, é importante moldá-lo em conjunto com os seus maiores beneficiários. Um relatório sobre um inquérito em linha lançado em outubro revela que foram recebidas quase 5 000 respostas de todos os Estados-Membros. A maioria dos inquiridos (58,8 %) afirmou que gostaria de contribuir ativamente para o Ano Europeu da Juventude. O Ano Europeu da Juventude será oficialmente lançado em janeiro pela Presidência francesa. Mais informações no comunicado de imprensa e no Portal Europeu da Juventude.