Comissão propõe melhorar a rede de procura de emprego EURES

A rede pan-europeia de procura de emprego EURES será reforçada, a fim de proporcionar mais oportunidades de emprego, aumentar as probabilidades de preenchimento de postos de trabalho e ajudar os empregadores, nomeadamente as pequenas e médias empresas, a preencher as suas ofertas de emprego mais rapidamente e melhor, no âmbito de uma proposta agora apresentada pela Comissão Europeia.

Uma vez adotada pelo Conselho de Ministros da UE e pelo Parlamento Europeu, a proposta ajudará os cidadãos a fazer uma escolha o mais informada possível no que se refere à mobilidade para o estrangeiro por motivos de trabalho.

As novas regras propostas tornaram a EURES mais eficaz, os recrutamentos mais transparentes e a cooperação entre os Estados-Membros mais forte, permitindo, nomeadamente:

propor, através do portal EURES, um maior número de ofertas de emprego na UE, incluindo as provenientes de serviços de emprego privados. As pessoas à procura de emprego em toda a Europa passam a ter acesso imediato às mesmas ofertas de emprego e os empregadores registados podem recrutar pessoas a partir de um vasto conjunto de currículos;

efetuar a correspondência automática entre as ofertas de emprego e os currículos;

fornecer informações de base sobre o mercado de trabalho da UE e a rede EURES a qualquer pessoa à procura de emprego ou a qualquer empregador em toda a União;

oferecer às pessoas à procura de emprego e aos empregadores serviços de apoio à mobilidade, a fim de facilitar o recrutamento e de integrar os trabalhadores no novo posto de trabalho no estrangeiro;

melhorar a coordenação e o intercâmbio de informações sobre as situações de carência e excesso de mão de obra entre os Estados-Membros, tornando a mobilidade uma parte integrante das respetivas políticas de emprego.

Estas melhorias beneficiarão as pessoas à procura de emprego e as empresas de todas as dimensões mas, em especial, as PME, uma vez que, atualmente, podem não ter capacidade para recrutar no estrangeiro sem recorrer aos serviços que a EURES fornece gratuitamente.

Para mais informações: http://europa.eu/rapid/press-release_IP-14-26_pt.htm

You may also like...

Deixe uma resposta