Posted in Destaque, Notícias
17 de Março de 2020

Apelo a candidaturas de PME e empresas em fase de arranque com soluções inovadoras para combater surto de coronavírus

Com um orçamento de 164 milhões de euros, este convite à apresentação de propostas é «bottom-up», o que significa que não existem prioridades temáticas predefinidas e as candidaturas com inovações que sejam relevantes em relação ao coronavírus serão avaliadas da mesma forma que as demais candidaturas.

A Comissão Europeia apela às empresas em fase de arranque e às PME com tecnologias e inovações que possam ajudar no tratamento, testes, monitorização ou outros aspetos do surto de coronavírus para que se candidatem urgentemente à próxima ronda de financiamento do Conselho Europeu de Inovação. O prazo para a apresentação de candidaturas ao Acelerador do CEI é quarta-feira, 18 de março, às 16 horas (hora de Lisboa). Com um orçamento de 164 milhões de euros, este convite à apresentação de propostas é «bottom-up», o que significa que não existem prioridades temáticas predefinidas e as candidaturas com inovações que sejam relevantes em relação ao coronavírus serão avaliadas da mesma forma que as demais candidaturas. No entanto, a Comissão procurará agilizar a concessão de subvenções do CEI e de financiamento misto (combinação de subvenção com investimento em capital próprio) às inovações com relevância em relação ao coronavírus, bem como facilitar-lhes o acesso a outras fontes de financiamento e de investimento. Por outro lado, está também disponível uma ficha informativasobre ações de investigação e desenvolvimento (em curso e novas) de combate ao coronavírus.

O CEI já apoia diversas empresas em fase de arranque e PME com inovações relevantes no que se refere ao coronavírus, que receberam financiamento em rondas anteriores. Entre estas encontram-se o projeto EpiShuttle relativo a unidades de isolamento especializadas, o projeto m-TAP relativo a uma tecnologia de filtração para a remoção de material viral, e o projeto MBENT para acompanhar a mobilidade humana durante as epidemias.