UE atribui 680 milhões de euros em bolsas destinadas a 302 investigadores de primeiro plano

O Conselho Europeu de Investigação atribuiu 680 milhões de euros a 302 investigadores de alto nível, sendo 2 deles portugueses, em 24 países da UE, no âmbito do último concurso para as suas prestigiadas bolsas de investigação avançada («Advanced Grants»). As verbas chegam a atingir 2,5 milhões de euros por projeto, permitindo aos cientistas e às equipas que orientam explorar as suas ideias mais inovadoras, situadas nas fronteiras do conhecimento.
Para este concurso de bolsas para investigação avançada, o ERC recebeu cerca de 2300 propostas, número ligeiramente superior ao do ano anterior (mais 4,5 %). O orçamento disponível (680 milhões de euros) também registou um pequeno aumento. O número de investigadores selecionados para financiamento aumentou ligeiramente, de 294 para 302. A taxa de propostas aprovadas (13 %) manteve-se estável. Estas bolsas são atribuídas a investigadores reputados de primeiro plano de qualquer nacionalidade ou faixa etária, independentes no plano científico e com um historial recente de investigação e um perfil que permita identificá-los como figuras de proa dos domínios de investigação a que se dedicam.

Mais Informações:
http://europa.eu/rapid/press-release_IP-13-30_pt.htm
http://europa.eu/rapid/press-release_MEMO-13-19_en.htm
http://erc.europa.eu/step-step

You may also like...

Deixe uma resposta