Posted in Notícias
31 de Agosto de 2018

84% das pessoas querem que a Europa deixe de mudar o relógio

A Comissão Europeia publicou os resultados preliminares da consulta pública sobre a mudança de hora na Europa que decorreu de 4 de julho a 16 de agosto de 2018.

A consulta online recebeu 4,6 milhões de respostas de todos os 28 Estados-Membros, o número mais elevado de contributos alguma vez recebidos numa consulta pública da Comissão. De acordo com os resultados preliminares, 84% dos respondentes são a favor de acabar com a mudança bianual da hora.

Os resultados preliminares indicam também que mais de três quartos (76%) dos participantes consideram que a mudança de hora duas vezes por ano é uma experiência «muito negativa» ou «negativa». Como justificação do desejo de pôr fim a esta regras, alegam-se o impacto negativo na saúde, o aumento de acidentes de viação ou a falta de poupanças de energia.

O Presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker, fez do horário de verão um ponto da agenda política, cumprindo assim o compromisso de se concentrar nas grandes prioridades e deixar aos Estados-Membros a tomada de decisões em assuntos para os quais estão mais vocacionados. A consulta pública sobre a mudança da hora foi organizada pela Comissão Europeia, que procede atualmente a uma avaliação das disposições vigentes nesta matéria na Europa. Dá também seguimento à resolução do Parlamento Europeu, de fevereiro de 2018, bem como a solicitações dos Estados-Membros, de partes interessadas e dos cidadãos.

Próximas etapas

Os resultados finais da consulta pública serão publicados nas próximas semanas. A Comissão apresentará agora uma proposta ao Parlamento Europeu e ao Conselho, com vista à alteração das atuais disposições em matéria de mudança de hora.

Para mais informações: https://bit.ly/2Q0BYUD